15 de nov de 2018

Mesmo do avesso

Reservei um momento para dizer-te
não vou mais, não posso mais.
Quis esquecer porque tinha medo
de enlouquecer.

Sem poder abracei a saudade
Num instante de insanidade,
te amei sem perceber... e
te amei sem merecer.

E como um flash do passado
te vi ali do meu lado... e
tão encantado te chamei de amor.

Vi passar o tempo que reservei
nos teus braços quando te amei... e
não sei!
Se me calo diante do medo
por não entender e, sofrer.

Teus lábios destruíram meus planos,
acabou com o medo... e o que era segredo
passou a ser o recomeço...
Mesmo do avesso.

Nenhum comentário: