12 de set de 2010

Não há...

Já não há mais nada que eu possa fazer

a não ser te esperar chorando...


Já não há mais nada que eu possa dizer

a não ser o teu nome a cada minuto do dia...


Já não há mais nada que eu possa querer

a não ser o doce gosto dos teus lábios...


Já não há mais nada que eu possa entender

a não ser o vazio que tua ausência provoca...


E já não há mais nada que eu possa compreender

a não ser... O grande amor que tenho por você...


Não há mais nada que eu possa fazer...


Não... Não há...

Nenhum comentário: